Blog

Sr. Messias, o Aguadeiro - Courel

Sr. Messias, o Aguadeiro - Courel

A entrada no concelho de Barcelos (território que alberga a Lenda do Galo) dá-se pela freguesia de Maceira de Rates, caminhando pelo Alto da Mulher Morta. Seguindo por um caminho em terra batida chegamos, rapidamente, à freguesia de Courel. Percorrendo caminhos rurais, alcançamos o primeiro núcleo habitacional no concelho de Barcelos, onde se situa, à direita, a Casa do mítico Aguadeiro do Caminho: o Sr. MessiasEstá a 208 km de Santiago.

The entrance into the municipality of Barcelos (territory of the Legend of the Rooster) is through Maceira de Rates, walking by Alto da Mulher Morta. Along a dirt track, we quickly reached Courel. Following rural paths, we arrive at the first housing nucleus in the municipality of Barcelos, where on the right is the house of the mythical Aguadeiro do Caminho: Mr. Messias. It is 208 km from Santiago.

O Sr. Messias era um artesão local. Mas o que o tornou "famoso" entre os Peregrinos, foi a sua constante disponibilidade em oferecer-lhes água. Por isso é conhecido, entre os Peregrinos, como o "Aguadeiro". A mostra do Sr. Messias é, desde há vários anos, ponto de paragem obrigatória para os Peregrinos em face da tipicidade do lugar e da sua hospitalidade.

Mr. Messias was a local craftsman. But what made him "famous" among Pilgrims was his constant availability to offer water. That is why it is known, among the Pilgrims, as the "Aguadeiro". Mr. Messias' exhibit has been a mandatory stopping point for Pilgrims for several years due to the typical nature of the place and his hospitality.

As "Alminhas" do Sr. Messias

Messias Nogueira Alves, residente em Courel, passou facilmente de profissional que realizava trabalhos de terraplanagem para a minúcia do artesanato. Depois de viúvo e reformado, e por não ter paciência para estar parado, descobriu a sua vocação: dar nova vida nova a rolhas, pedaços de madeira e/ou molas da roupa (vocacionado para a reciclagem). Começou com uma ventoinha, em "forma de avião", que logo colocou no telhado da sua casa. Depois, passou para pipas de vinho, miniaturas de barcos, andores, moinhos de vento, aviões e utensílios rurais, candeeiros, molduras, crucifixos, entre outras obras para as quais a imagniação o leva. O Sr. Messias faleceu em maio de 2020.

Messias Nogueira Alves, residing in Courel, easily went from being a professional who carried out earthworks to the minutiae of handicrafts. After being a widower and retired, and not having the "patience to be still", he discovered his vocation: giving new life to corks, pieces of wood and / or clothes pegs (dedicated to recycling). It started with a fan, in "airplane shape", which he soon placed on the roof of his house. Then he moved on to wine barrels, miniature boats, floats, windmills, airplanes and rural utensils, lamps, frames, crucifixes, among other works to which the imagination takes him. Mr. Messias passed away in May 2020.

"Orgulho de toda a família e da população de Courel, Messias Alves é também uma referência para os peregrinos de Santiago, que durante todo o ano passam à porta da casa do artesão. Devoto do Apóstolo, há dois anos construiu numa pipa de vinho uma espécie de nicho de alminhas, que colocou no jardim, junto à estrada. Os caminheiros param, apreciam e deixam esmolas. "Mas não é para mim, o que cai ali é sagrado, é para entregar à Igreja", esclarece. Por ali, diz, passa "gente de todas as nações", mais "nos meses de Verão, que é quando o tempo ajuda". (...) Os peregrinos geralmente chegam cansados e aproveitam a paragem para descomprimir e retemperar forças. "Pedem-me água e eu dou. Entram e gostam de ver o que faço, dão-me os parabéns e tiram muitas fotografias". E compram? "Não, eu percebo, têm uma longa caminhada pela frente, já têm tanta coisa para levar às costas. Mas dizem que um dia voltam para levar a peça que mais gostaram", responde. (...) "Não faço isto pelo dinheiro, faço porque gosto e para me entreter e ocupar o tempo. Há peças que não vendo a qualquer preço, prefiro tê-las aqui para quem quiser ver". (in Barcelos Popular, em 13 de janeiro de 2011).

"Proud of the entire family and of the population of Courel, Messias Alves is also a reference for pilgrims from Santiago, who pass the door of the artisan's house throughout the year. Devotee of the Apostle, two years ago he built a wine barrel a kind of niche of alminhas, which he placed in the garden, next to the road. The walkers stop, appreciate and leave alms. "But it is not for me, what falls there is sacred, it is to deliver to the Church", he explains. he says, "people from all nations" pass by, more "in the summer months, which is when the weather helps". (...) Pilgrims usually arrive tired and take advantage of the stop to decompress and regain strength. "They ask me water and I give. They come in and like to see what I do, congratulate me and take lots of pictures. "And buy?" No, I realize, they have a long walk ahead of them, they already have so much to carry on their backs. But they say that one day they will return to take the piece they liked the most, "he replies. (...)" I don't do this for the money, I do it because I like it and to entertain myself and occupy my time. There are pieces that I do not sell at any price, I prefer to have them here for those who want to see ". (in Barcelos Popular, em 13 de janeiro de 2011).

Sr. Messias imortalizado na obra do Mestre Carlos Basto: "Barcelos no Caminho de Santiago"

Sr. Messias (Google Maps)


×