Blog

De S. Pedro de Rates ao Albergue Cidade de Barcelos

De S. Pedro de Rates ao Albergue Cidade de Barcelos

Escrito em 05 de setembro de 2022

[0.00 km] - Igreja de S. Pedro de Rates Começamos a descrição desta etapa na Igreja de S. Pedro de Rates. São Pedro de Rates foi o primeiro bispo de Braga, e terá sido ordenado pelo próprio apóstolo Santiago, vindo da Terra Santa. Santiago, um dos apóstolos de Cristo, terá visitado o noroeste da Península Ibérica em 44 d.C. Durante a sua visita, o apóstolo ordenou São Pedro de Rates como bispo. O Núcleo Museológico da Igreja Românica de S. Pedro de Rates é uma das passagens obrigatórias do Caminho Português rumo a Santiago de Compostela e merece uma visita ... Ler mais
O Caminho Medieval – Recriação de Peregrinação no Caminho Português de Santiago

O Caminho Medieval – Recriação de Peregrinação no Caminho Português de Santiago

Escrito em 17 de maio de 2022

Uma atividade que visa recriar o ambiente de peregrinação e estadia dos peregrinos no Caminho Português de Santiago, numa da suas etapas mais emblemáticas - Barcelos a Ponte de Lima, mais propriamente na freguesia de Balugães, no adro da igreja de S.Martinho de Balugães. Uma atividade que visa chamar a atenção para o património existente na etapa Barcelos- Balugães, assim como mobilizar os agentes do caminho em prol desta atividade que se espera que venha a evoluir para uma peregrinação de maior dimensão no registo da recriação história neste que é o caminho histórico e mais emblemático, a partir do ... Ler mais
"Nunca Pares", de Emanuel Mendes - 16JAN2022

"Nunca Pares", de Emanuel Mendes - 16JAN2022

Escrito em 07 de janeiro de 2022

Apresentação do livro "Nunca Pares", de Emanuel Mendes A Casa da Azenha vai acolher, no próximo dia 16 de janeiro de 2022, às 16h00, a apresentação do livro “Nunca Pares”, da autoria de Emanuel Mendes. Emanuel Mendes, piloto de linha aérea, escreveu o livro "Nunca Pares" onde descreve a sua experiência ao longo dos Caminhos de Santiago e de Fátima. Segundo o autor: "Os caminhos formam um paralelismo com a vida, não devemos pensar nas saídas que irão surgir para a frente, nem nas que já ficaram para trás. Por umas já passámos e a outras nem sabemos se lá ... Ler mais
×