Blog

De S. Pedro de Rates ao Albergue Cidade de Barcelos

De S. Pedro de Rates ao Albergue Cidade de Barcelos

[0.00 km] - Igreja de S. Pedro de Rates

Começamos a descrição desta etapa na Igreja de S. Pedro de Rates. São Pedro de Rates foi o primeiro bispo de Braga, e terá sido ordenado pelo próprio apóstolo Santiago, vindo da Terra Santa. Santiago, um dos apóstolos de Cristo, terá visitado o noroeste da Península Ibérica em 44 d.C. Durante a sua visita, o apóstolo ordenou São Pedro de Rates como bispo.

O Núcleo Museológico da Igreja Românica de S. Pedro de Rates é uma das passagens obrigatórias do Caminho Português rumo a Santiago de Compostela e merece uma visita pausada e atenta! 

Igreja de S. Pedro de Rates

[0.57 km] - Albergue de Peregrinos de S. Pedro de Rates 

Após percorrer as primeiras centenas de metros surge, à esquerda, o Albergue de Peregrinos de S. Pedro de Rates. Este Albergue de Peregrinos foi o primeiro Albergue do Caminho Português de Santiago (na era "moderna").

Albergue de Peregrinos de S. Pedro de Rates

[2.07 km] - Entrada no concelho de Barcelos pelo Alto da Mulher Morte (Macieira de Rates) 

Deixe para trás o Albergue de Peregrinos de S. Pedro de Rates e siga pela Rua de Santo António e pela Rua da Ponte do Burrinho.

Por um caminho de terra batida, ladeado por muros velhos em pedra, quem peregrina pelo Caminho Português de Santiago entra no concelho de Barcelos pela freguesia de Macieira de Rates e percorre o "Alto da Mulher Morta" (poucos que por ali passam sabem que a este lugar está associada uma lenda: a "Lenda da Mulher Morta").

Alto da Mulher Morta

[3.34 km] - Chegada a Courel (Casa do Sr. Messias)

Depois da passagem pelo Alto da Mulher Morta, deixamos Macieira de Rates seguindo por um caminho em terra batida chegando, rapidamente, à freguesia de Courel: alcançamos o primeiro núcleo habitacional no concelho de Barcelos, onde se situa, à direita, a Casa do mítico Aguadeiro do Caminho: o Sr. Messias. Está a 208 km de Santiago.

[6.70 km] - Igreja de Pedra Furada

Continue por um caminho em terra até alcançar a Rua Central e, depois de um desvio à direita, entre na EN306. A entrada e a circulação pela EN306 merece a melhor e maior atenção dos peregrinos, pela perigosidade de circulação em conjunto com o tráfego rodoviário. Poucos metros após a entrada na EN306 surge, à direita, a Igreja de Pedra Furada onde, nas suas proximidades, está localizada a "pedra furada" (e a sua lenda). 

Pedra Furada

[7.40 km] – CUIDADO: saída à esquerda do troço em comum com a EN306

Continue a subir pela EN306 até virar à esquerda na direção da Travessa de Santiago, imediatamente antes do Restaurante Pedra Furada.

[7.65 km] – Regresso à EN306 (nas proximidades do Restaurante Pedra Furada)

[8.26 km] - Cruzamento em que tem início, à esquerda, a Variante da Franqueira

No final da subida tem duas opções: seguir em frente, pelo itinerário principal, ou virar à esquerda, optando pela Variante da Franqueira.

[8.45 km] - Capela de Nossa Senhora da Guia

[8.87 km] – CUIDADO: saída à esquerda do troço em comum com a EN306, para um caminho em terra

Seguindo pelo itinerário principal, e de forma a evitar o perigo inerente à circulação automóvel na EN306, sugere-se que percorra um trilho por entre arvoredo, virando à esquerda.

[9.68 km] – Regresso ao troço em comum com a EN306

Depois de retomar novamente a EN306, vire novamente à esquerda em direção ao centro da freguesia de Pereira.

NOTA: vários Peregrinos optam por seguir em frente, pela EN306, provavelmente com a expetativa de esta ser uma alternativa mais curta para a cidade de Barcelos. Contudo, este troço da EN306 não tem passeios para a circulação pedonal em segurança em todo o percurso; além disso, é palco de um trânsito automóvel significativo. Consideramos que a opção de seguir pela EN306, saindo do Caminho Português de Santiago, embora representando uma distância mais curta, torna-se mais perigosa e cansativa.

[11.70 km] – Passagem inferior da A11 (viaduto)

[12.70 km] – Igreja de Carvalhal

Chegando à Igreja de Carvalhal, vire à esquerda, e continue pela Rua João Francisco Santos e pela antiga Estrada Real que nos leva à Rua de Mereces e a Barcelinhos.

NOTA: também neste ponto, alguns Peregrinos optam por seguir em frente, na ideia de percorrerem um percurso mais curto. Opte, sempre, pelo itinerário sinalizado do Caminho Português de Santiago! Da sabedoria popular, sabemos que "quem se mete por atalhos, não se livra de trabalhos" :-)

[14.00 km] - Capela da Santa Cruz das Coutadas

Capela de Santa Cruz

[14.80 km] – Passagem inferior da variante urbana da cidade de Barcelos

[15.90 km] – Capela de Nossa Senhora da Ponte

[15.95 km] – Ponte Peregrinos de Santiago (sobre o Rio Cávado)

[16.20 km] – Igreja Matriz e Paço dos Duques, onde se encontra o Cruzeiro do Galo de Barcelos (Museu Arqueológico)

Chegar a Barcelos é alcançar um Museu Vivo do Caminho Português de Santiago. Barcelos é uma (senão "a") cidade mais importante do Caminho Português de Santiago (em território português). Barcelos é local de convergência de caminhos, principalmente depois da construção da ponte sobre o rio Cávado (Ponte Peregrinos de Santiago). Os peregrinos, depois de passarem pela Capela de Nossa Senhora da Ponte, entram na cidade pela Ponte Peregrinos de Santiago e, após o início da subida, alcançam o Paço (onde se encontra o Cruzeiro do Galo) e a Igreja Matriz. Depois, seguem para o Largo do Município onde se situam os atuais Paços do Concelho (antigo Hospital de Peregrinos).

[16.30 km] – Largo do Apoio

Chegando ao Largo do Apoio tem duas opções: ou seguir em frente pela Rua da Barreta, pelo itinerário original do Caminho Português de Santiago na cidade de Barcelos (itinerário mais curto para alcançar o Albergue Cidade de Barcelos - fica a 600 metros); ou viram à direita, prosseguindo pela "Rua Direita" (Rua D. António Barroso), pelo itinerário mais comum do Caminho Português de Santiago (após o Milagre das Cruzes, em 1504).

[16.60 km] – Posto de Turismo de Barcelos

Se sair do itinerário do Caminho Português de Santiago, e virar à direita (largo da Biblioteca Municipal), poderá encontrar o Posto de Turismo de Barcelos.

[16.70 km] – Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz, onde se encontra a “Peregrina”

Barcelos e Pontevedra são cidades geminadas (cidades "irmãs"). Para além do Caminho Português de Santiago, que as une, a "Virgem Peregrina" é presença em ambas as cidades, com especial preponderância em Pontevedra. Assim, poderá visitar a "Peregrina" no Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz, em Barcelos e, depois, na Iglesia de la Virgen Peregrina, em Pontevedra.

A Peregrina

[16.80 km] – Estátua ao Bombeiro Voluntário

Na estátua ao Bombeiro Voluntário inicia a Variante por Abade de Neiva do Caminho Português de Santiago. O Albergue Cidade de Barcelos está localizado nas proximidades dessa mesma variante. Assim, se pretender seguir para o Albergue Cidade de Barcelos, deverá seguir pela sinalização mais à esquerda, pelas proximidades do Café / Restaurante Galiano. O itinerário mais percorrido pelos peregrinos segue pela sinalização mais à direita, pelas proximidades do banco BES. Se virar à direita, pela Av. dos Combatentes da Grande Guerra, poderá seguir na direção da Igreja de Santo António, onde se realiza a Bênção do Peregrino (todos os dias, no final da Eucaristia das 19h00).

[17.10 km] – Saída à esquerda da Variante de Abade de Neiva do Caminho Português de Santiago em direção ao Albergue Cidade de Barcelos

[17.20 km] – Albergue Cidade de Barcelos

Chegada ao Albergue Cidade de Barcelos. O Albergue Cidade de Barcelos fica na Rua Miguel Bombarda, 36, em pleno centro da cidade de Barcelos.


×